[Ficha] Aldoran de Peixes

    Compartilhe

    Aldoran

    Mensagens : 4
    Data de inscrição : 28/09/2018

    [Ficha] Aldoran de Peixes

    Mensagem por Aldoran em Sab 27 Out - 15:38

    Dados do Personagem

    Nome: Aldoran
    Sexo: Masculino
    Signo: Peixes
    Idade: 25 anos
    Data de Nascimento: 19 de Março
    Local de Nascimento: Suíça
    Local de Treinamento: Grécia
    Traje: Armadura de ouro de Peixes

    Características

    Aparência: Aldoran tem a pele clara, com um discreto bronzeado proveniente do treinamento exaustivo no sol. O jovem tem 1,80 m de altura e 75 kg. Aldoran é um jovem com o corpo definido, mas nada extremo. Seus olhos são de um verde vivo e brilhante, bem como um vibrante e longo cabelo de tom vermelho ruivo, que se estende até a metade de suas costas. Muitas vezes Aldoran usa vestes de tonalidade rosa e/ou branco.

    Personalidade: Aldoran é o mais calculista, astuto e analítico dos cavaleiros de ouro. Ele é capaz de analisar cuidadosamente os sentimentos dos inimigos e ver a situação real por inteiro. Ele é extremamente perspicaz, capaz de reconhecer rapidamente os padrões e erros que seus oponentes cometem, o que lhe dá uma vantagem. Na batalha, enquanto sua preferência é inventar estratégias baseadas na dedução das habilidades e estilo de luta de seus oponentes, seus instintos naturais de batalha também são altamente ajustados. No entanto, seu cuidado com seus amigos, pessoas inocentes e com a deusa Atena é a espinha dorsal de sua unidade de luta, pois ele sacrificaria praticamente qualquer coisa para protegê-los. Aldoran tem um coração muito gentil e uma lealdade sem limites para com aqueles que estão em seu coração.

    Habilidades

    Nome: Gaia no shukufuku (Benção de Gaia)
    Categoria: A
    Descrição: Habilidade desenvolvida pelo próprio Aldoran ao aprender técnicas de seus antecessores com seu mestre. O Gaia no shukufuku é uma habilidade que permite ao usuário  o uso de sua cosmo energia para manipular plantas. Normalmente, isso é feito tomando alguma parte inerte de uma planta, como uma semente ou uma flor, e transformando-a em uma arma ou em uma planta viva. Ao escolher a última opção, a planta normalmente será uma planta intrinsecamente fatal e poderosa, já que conta com o cosmo de Aldoran em seu interior.

    Nome: Dokuchi (Sangue envenenado)
    Categoria: A
    Descrição: Habilidade desenvolvida por Aldoran através do "Elo carmesim". O Elo Carmesim é um processo pelo qual uma gota do sangue envenenado do Cavaleiro de Peixes é trocada com uma gota de seu pupilo, para que sangue do mesmo torne-se venenoso. Quando o sangue do aprendiz atinge um nível de veneno superior ao do mestre, o mestre morre. Este ritual, por mais simples que seja é bastante doloroso e violento para o corpo da pessoa que recebe o veneno, aparentemente se a pessoa não for forte o suficiente pode acabar morrendo na primeira troca de gotas.
    Em decorrência deste processo,Aldoran não apenas sobreviveu ao processo, como adquiriu um sangue tão venenoso a ponto de matar seu mestre e se tornar imune aos demais venenos, podendo usá-lo como uma terrível arma.

    Técnicas

    Nome:
    Categoria:
    Descrição:


    Particularidades

    Nome:
    Natureza:
    Descrição:


    História
    Aldoran nasceu na Suíça, contudo, apesar de sua origem, o mesmo cresceu na Grécia, cercado de misticismo e histórias sobre os deuses gregos, seus heróis e aventuras. Seu pai era um grande historiador e pesquisador da mitologia grega e, por conta desse fato Aldoran acabou aprendendo muito sobre a mitologia grega. Com apenas 5 anos de idade, o jovem Aldoran percebeu o incrível universo que tinha em seu interior, cujo poder era tão grande que lhe permitia grandes feitos, ou assim o garoto pensava.

    Em uma de suas viagens, seu pai, o levou para pesquisar a respeito de ruínas antigas, cuja ligação com a mitologia grega era incerta e carecia de alicerçamento científico. Animado por poder ajudar seu pai pela primeira vez, Aldoran aceitou o convite sem pensar, saindo da Suíça em direção a Grécia. No caminho, Aldoran ouviu uma grande história sobre Atena e seus cavaleiros.

    - Ouça bem, Aldoran - disse seu pai, enquanto o avião que eles pegaram para a Grécia levantava voo - Existem muitas histórias e mitos acerca da mitologia grega, contudo, a que mais gosto é a que diz respeito a deusa Atena e seus cavaleiros. Reza a lenda que a deusa Atena reencarna a cada geração, elegendo um total de 88 cavaleiros com grande poder e senso de justiça. A bondade é a maior habilidade dos cavaleiros, juntamente com a fidelidade a deusa Atena, que governa o mundo em paz e harmonia.

    O pai de Aldoran fez uma breve pausa, deixando o filho absorver e criar em sua mente todo o cenário que tinha acabado de narrar. Após alguns minutos, ele prosseguiu.

    - A lenda também diz que existem outros deuses, cada um com seu próprio grupo de cavaleiros, incluindo o deus do submundo: Hades. Existem alguns poucos registros acerca de uma batalha entre Atena e seus cavaleiros da esperança e a horda malígna de Hades. Eu tenho tentado conseguir mais achados históricos e registros dessa guerra santa, meu filho, mas tem sido uma batalha infrutífera, entretanto, um conhecido me deu uma bela informação acerca do paradeiro de uma caverna na Grécia onde mais achados podem estar dispostos.

    O pequeno Aldoran ouvia aquilo totalmente admirado. O garoto olhou para fora do avião e vislumbrou, mesmo que por um breve momento, a possibilidade de ser como seu pai.

    - Um dia eu vou ser grande pai. Quero ser importante, como o senhor. - disse, do fundo de seu pequenino coração.

    O pai de Aldoran sorriu e também pôde vislumbrar o futuro de seu filho. Como um pai zeloso, Aion sempre buscou o melhor para seu próprio filho, para ele, Aldoran deveria ser um rapaz amoroso e gentil, cujo trabalho pudesse ser revertido para todo o mundo.

    O local onde ficavam os registros históricos da guerra santa era uma caverna bastante instável. Grossas toras de madeira ajudavam a escorar o teto, a fim de que o mesmo não caísse, além de vigas de aço, para criar um arco de entrada e saída reforçado.

    Aion olhou para os escritos na parede da caverna com entusiasmo.
    - Veja, meu filho. Aqui diz que Hades planeja trazer a paz para o mundo através da morte e que, por conta disso, Atena procura impedi-lo. Então a batalha ocorre a cada geração entre esses deuses para decidir o destino da Terra.

    Enquanto lia e traduzia os escritos. Uma figura sinistra apareceu dentro da caverna. Trajando uma armadura negra, o homem se aproximou de Aldoran e seu pai, a fim de matá-los. O primeiro golpe atingiu em cheio o peito do pai de Aldoran, que caiu no chão, sangrando, pois o soco transpassou seu peito.

    A cena parecia digna de um filme de terror. Aldoran, desesperado e em choque, nada pôde fazer, além de ver seu pai morrer bem diante de seus olhos.

    - Eu vim aqui para destruir os escritos antigos sobre a guerra santa, por ordem do imperador Hades. - - disse o homem.- Ele não quer que ninguém saiba dessa batalha, assim, poderá pegar toda a Terra desprevenida. Agora, morram!!!

    Ele avançou contra Aldoran e seu pai e, por um momento, Aldoran achou que seria o fim, contudo, algo aconteceu que fez o homem de armadura negra se deter. Ele começou a cuspir sangue e caiu no chão, completamente inerte.

    Aldoran não compreendeu exatamente o que havi acontecido, até que viu um homem atrás do cavaleiro negro, vestindo uma armadura prateada e brilhante.

    - Jovem, meu nome é Caius. Eu sou um cavaleiro de Atena. Eu persegui esse espectro por muito tempo, tentando impedi-lo de destruir os escritos. Felizmente eu consegui, porém, ao custo de uma vida, ao que parece.

    Aldoran, ao ouvir isso, deu-se conta de que seu pai ainda estava ali e, ao ir até o mesmo, percebeu que já não respirava e não se movia: estava morto.

    - Esse homem era parente seu? - perguntou Caius.- Venha comigo, jovem. Não resta mais nada para você aqui. Daremos um enterro digno ao seu pai e, em seguida, eu o levarei para o santuário. Por um breve momento eu pude sentir uma energia poderosa em você. Vai precisar aprender a dominá-la, se quiser ser um cavaleiro protetor da Terra.

    Dessa forma, Aldoran seguiu Caius para o santuário, logo após enterrar seu pai. Os anos se passaram e um rigoroso treinamento foi realizado em Aldoran, tornando-o muito mais poderoso do que a maioria dos cavaleiros.

    Durante anos, através do Elo Carmesim, Aldoran teve seu sangue aprimorado com venenos provenientes do sangue de seu próprio mestre, até que, por fim, seu sangue se tornou mais venenoso do que o de seu mestre e isso acabou por matá-lo.

    Agora, Aldoran segue como cavaleiro de ouro de peixes, fiel a deusa Atena pela sua gentileza, bondade e zelo com a Terra e, ao mesmo tempo, odiando Hades e seus espectros pelo que fizeram a seu pai e ao mundo.


    Última edição por Aldoran em Dom 18 Nov - 13:32, editado 1 vez(es)
    avatar
    Anakin

    Mensagens : 71
    Data de inscrição : 07/09/2018

    Re: [Ficha] Aldoran de Peixes

    Mensagem por Anakin em Dom 28 Out - 23:42

    Toda sua ficha está devidamente de acordo; ambas as habilidades foram aprovadas... Todavia, a conclusão de sua história mostra que houve uma contradição com os acontecimentos da trama: pois nela, está explícita que apenas o cavaleiro de Sagitário sobreviveu a guerra contra Ares, portanto, fatalizando todos os outros cavaleiros de ouro, logo, ele não poderia ter sido seu mestre, principalmente ter morrido no Elo Carmesim. Logo, é necessário que haja uma alteração para que sua ficha seja completante aprovada.


    Aldoran

    Mensagens : 4
    Data de inscrição : 28/09/2018

    Re: [Ficha] Aldoran de Peixes

    Mensagem por Aldoran em Dom 18 Nov - 13:35

    Editado, meu querido, meu amor.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Ficha] Aldoran de Peixes

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 20 Nov - 14:16